Publicidade


domingo, 29 de julho de 2018

[Projeto Memória] Severino Ramos: O eterno Maestro Biu da Banda

Severino Ramos de Barros - Biu da Banda (Foto: Acervo/Marcos Silva)

Severino Ramos de Barros, o eterno Maestro Biu da Banda, como era popularmente conhecido, nasceu no dia 10 de abril de 1922, filho de Efigênia Vieira de Barros e Sebastião Fonseca. Ainda muito jovem, iniciou seus passos na música por intermédio do Maestro Manuel Anacleto de Souza, pai do Juiz Plácido de Souza. O fácil acesso a eles fizeram de Severino Ramos um dedicado a música, tornando-o maestro, onde fundou a Banda Musical do Biu em 1973 (antes disso foi músico da Banda Santa Cecília).


Em 1945 junto ao exército, apresentou-se como voluntário na II Guerra Mundial, pelas Forças Expedicionárias Brasileiras, provavelmente foi nessa viagem a Itália que ainda foi preso no navio por indisciplina, pois se recusou a comer miúdo de boi (prato que até então não gostava).

Segundo relata um de seus netos, Seu Biu gostava de contar histórias, uma delas fala sobre a necessidade que os expedicionários enfrentaram na Itália, uma delas foi a sede. Ele falava que o capacete que eles usavam, deixavam virados em algum lugar durante a madrugada, para pela manhã ter acumulado algum orvalho, e eles poderem beber a "água".

Severino Ramos também ocupou a função de carteiro no município, entre as década de 60/70, trabalhou com o popular Zé Telegrafista, na época.Além de carteiro seu Biu chegou a ser alfaiate, onde ao mesmo tempo acumulou as funções de Maestro, Funcionário Público e Alfaiate Apesar do tempo que passou trabalhando, não se aposentou como carteiro, mas sim como ex-combatente.

A convite do amigo e saudoso Professor Dimas de Albuquerque César, Severino Ramos trabalhou como docente no Colégio Cenecista Paulo Queiroz, cargo que ocupou por pouco tempo numa 7ª série. Biu da Banda também se arriscou na política.

Em uma eleição em que teve o comerciante Massilon Pessoa Cavalcanti como candidato a prefeito, concorreu a uma vaga no legislativo, chegou a ser bem votado mas não tomou posse. Alguns políticos na época queriam recorrer da decisão, mas seu Biu acabou desistindo. Severino Ramos de Barros, o eterno Maestro Biu da Banda faleceu no dia 13 de julho de 1998.

Severino Ramos de Barros foi pai biológico de 14 filhos, sem falar dos outros que o tiveram como pai, onde aprenderam um hobbie ou ofício, e hoje estão espalhados pelo Brasil, levando os ensinamentos que o saudoso e eterno Maestro Biu da Banda repassou para eles. Dois dos filhos, José Romero (Mero) e José Ramiz (Pituca) herdaram o trabalho desenvolvido pelo pai. Pituca faleceu este ano, deixando o bastão e toda responsabilidade para o seu irmão Romero. A Banda do Biu hoje é considerada pelo governo de Pernambuco, um Ponto de Cultura do Estado.   






Colaboração: Texto e Imagens: Luan Amorim (Neto de Biu da Banda)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...