Publicidade


segunda-feira, 7 de maio de 2018

Coluna LivreMentes: Alienação Parental - Por Bruna Batista



O dia 25 de abril é dedicado a Prevenção e Conscientização da Alienação Parental, considera-se ato de alienação parental a interferência na formação psicológica da criança ou adolescente, promovida/induzida por um dos genitores ou por ambos, avós ou pelos que tenham a criança ou adolescente sob sua autoridade.

A prática de alienação fere o direito fundamental da criança de uma convivência familiar saudável, prejudicando a relação de afeto com um dos seus genitores e com o grupo familiar, constitui abuso moral contra a vítima, além de contribuir para consequências significativas na vida da criança, o alienador (a) pode sofrer penalizações judiciais. A alienação parental está qualificada na lei 12.318/2010 que pode ser traduzida a partir do uso da criança como instrumento de vingança, por meio de manipulação.

Uma criança ou adolescente que vivencie uma situação de alienação pode carregar as marcas disso por toda a sua vida, levando consequências desse trauma, como: dificuldade de se relacionar, sentimento de culpa, percepção prejudicada, ansiedade, fobia social, depressão, comportamento agressivo, maiores chances de desenvolver vícios relacionados ao uso de álcool e outras drogas, e derivadas outras situações.

Colabore com a felicidade do seu filho, jamais estenda a ele suas frustrações, uma relação harmoniosa com as crianças depende de uma comunicação saudável.

É importante lembrar que a criança/adolescente é a maior vítima!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...