Publicidade


quarta-feira, 14 de março de 2018

Gaslighting: Não romantize o que não é romance - Por Bruna Batista



Gaslighting corresponde a uma palavra de origem inglesa, que se refere a uma forma de abuso psicológico e manipulação, no qual informações são distorcidas, na busca de favorecer o abusador como tática usada para ganhar mais poder, de forma que a vitima fique confusa da sua própria memória, capacidade de percepção e sanidade.

O Gaslighting é uma forma deliberada de mentir que pretende confundir a vítima para obter um beneficio dela, porém, pode acarretar em consequências desastrosas na vida da pessoa abusada e podem gerar problemas sérios como depressão, isolamento, ansiedade e confusão mental e outros.

O Gaslighting pode ser dividido em três partes:

- 1° A vítima opõe resistência argumentativa e rebate informações do manipulador;
- 2° Em algumas discussões a vítima se mostra mais aberta para poder entender o ponto de vista do outro, no entanto, não existe reciprocidade, a partir disso começam a surgir dúvidas do que antes eram consideradas certezas;
- 3° Se configura um estado de confusão mental, em que os critérios e argumentos desaparecem, e ofensor afirma suas próprias verdades, lhe convencendo, portanto de um fator real.

O abuso psicológico se apresenta de forma muito sutil, de modo que se faz cada vez mais presente nos relacionamentos afetivos, no cenário de trabalho e diversas situações que envolva a vitima, lhe tornando cada vez mais dependente, de modo que essa permaneça no relacionamento abusivo.

Fique atento(a) as relações tóxicas, esteja alerta as manifestações que desequilibrem sua autoconfiança, amor não é sinônimo de sofrimento.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...