Publicidade


domingo, 11 de junho de 2017

[MundoPet] Cartório de Niterói registra animais com sobrenome dos donos

Léo Martins/Agência O Globo
A fotógrafa Christina Silva Torres, de 38 anos, é mãe do Gonzo Silva Torres, de 3 anos. Gonzo não é uma criança, mas um cachorro mestiço das raças shih tzu e pug, que ela adotou com um mês de vida. A relação de Christina com ele é de tanto carinho que ela fez questão de registrá-lo para que o bichinho ganhasse seu sobrenome e ela pudesse ser considerada sua protetora oficial.

O registro foi feito no Cartório Mais Niterói, no Centro, o primeiro a oferecer o serviço na cidade, há um mês. A novidade é uma tendência no universo pet. Cristina conta que decidiu fazer o registro de Gonzo porque seu amor por ele é mesmo de mãe, e que, por isso, o bichinho merece levar seu sobrenome. Além disso, segundo a fotógrafa, o documento facilita seu transporte em viagens:

— O Gonzo é membro da família e me dá muito carinho. Merece ter o documento, levar meu sobrenome e ir para onde eu for. Ele fica triste quando não está comigo, e já tive dificuldades de viajar com ele — conta.

O documento é um registro de guarda de animais de estimação que comprova as identidades de donos e bichos. A declaração, que existe desde 2013 no país, auxilia na busca de animais perdidos ou roubados e em disputas pela guarda dos bichinhos. É, muitas vezes, exigida em aeroportos.

Constam no documento os dados dos proprietários, assinaturas, as características, o tamanho, a raça, a cor e a foto do animal. PUBLICIDADE O Cartório Mais Niterói também recebe as informações por e-mail e envia o registro para a residência dos donos. O documento pode ser feito para qualquer animal doméstico. Fica pronto no mesmo dia e custa R$ 300.


O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

6 anos levando a notícia com responsabilidade.

6 anos levando a notícia com responsabilidade.