Publicidade


quarta-feira, 29 de julho de 2015

TV ASA BRANCA VEM A BONITO FAZER REPORTAGEM COM ALUNOS DA FAEXPE

A novela envolvendo a Faculdade Faexpe e os alunos do Polo de Bonito parece não ter fim. Na manhã dessa quarta (29), uma equipe de reportagem da TV Asa Branca esteve presente no Prédio do Colégio Nossa Senhora da Conceição, onde funcionam as aulas da Faculdade, para gravar matéria com os alunos e responsáveis pela faculdade em Bonito.

O repórter Magno Wendel, entrevistou alunos de diversos cursos da faculdade e a advogada Sarah Cardona que está defendendo alunos do Curso de Técnico de Enfermagem, que segundo a advogada, é a turma mais prejudicada, pois a mesma estaria prestes a se formar e não teriam sequer realizado os estágios.
"Um advogado esteve aqui na segunda e falou com a turma dizendo que não precisava nos preocuparmos pois uma instituição iria reconhecer nosso curso e nos diplomar, ao questionarmos ele sobre qual seria essa instituição, o mesmo falou que seria o Centro Profissionalizante da Vitória e chegou a nos mostrar uma declaração do presidente do CPV, Mário João, porém, ao entrarmos em contato com o Centro, nos foi informado que eles não teriam enviado declaração nenhuma, ou seja, mais uma vez a faculdade falta com respeito com todos nós" disse uma aluna do Técnico de Enfermagem,
Durante a gravação o repórter questionou como os alunos descobriram que estariam sendo enganados, o aluno do curso de Técnico em Segurança do Trabalho descobriu após uma ligação feita para o Creas que constatou a irregularidade do curso ministrado pela Faexpe, o mesmo aconteceu com os estudantes de Técnico de Enfermagem que entraram em contato com o Coren após uma aluna ter sido proibida de estagiar, segundo os alunos, o Coren informou que nenhuma das instituições citadas por eles, eram credenciadas pelo MEC.

Os alunos dos cursos de Pedagogia e Administração também falaram com a equipe da TV Asa Branca e relataram os problemas, alunos com mais de dois anos de curso estão sem saber o que fazer agora, os mesmos não tem mais confiança e não sabem mais a quem recorrer. A opção encontrada pela maioria dos estudantes está sendo a de contratar advogados para entrar com processo pedindo a rescisão do contrato e o ressarcimento do dinheiro corrigido e por danos morais.

O repórter Magno Wendel e a edição da TV Asa Branca em Caruaru tentou entrar em contato com um responsável pela faculdade mais não obtiveram sucesso.






Fotos: Wagner Wilker/TMZ





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

6 anos levando a notícia com responsabilidade.

6 anos levando a notícia com responsabilidade.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...