Publicidade


terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Paulo Câmara oferece um "cala boca" a Polícia de Pernambuco


Policiais militares se reuniram com associações e lideranças e cogitam anunciar uma paralisação no último dia 21 do mês passado. O encontro já estava marcado há uma semana para discutir a questão salarial, mas tomou outro rumo depois da morte de um sargento da Polícia Militar durante uma rebelião no Complexo Prisional do Curado.

A categoria afirmou que a segurança dos presídios é competência dos agentes penitenciários e não da PM, que estaria acumulando a função. Além da segurança, os policiais também debateram a questão salarial. Com a greve realizada pela categoria em maio, o governo se comprometeu em voltar a negociar os salários em janeiro deste ano.

Em 2015 foram realizadas três negociações, a última  rodada de negociação foi nesta segunda-feira (09) entre a Polícia Militar e o governo do Estado. Segundo a PM, o governo se comprometeu em dar um aumento ridículo nas gratificações dos motoristas, que passariam a receber R$ 160,00 e no vale refeição, onde os PM's passariam a receber R$ 246,40. Também foi prometido pelo governo a promoção de  mais de 5 mil Militares e Bombeiros, porém, isso só seria possível em Junho deste ano. 


A PM saiu insatisfeita do encontro com o Governador, "Queremos aumento salarial e não nas gratificações, queremos promoções justas e não manipuladas, podemos deflagrar Greve a qualquer momento, o que poderia ser evitado se o Governador atendesse aos nossos anseios", disse um Policial Militar. A categoria realiza assembleia hoje para saber se aceita ou não a decisão do governo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

Para acessar postagens mais antigas clique aqui

6 anos levando a notícia com responsabilidade.

6 anos levando a notícia com responsabilidade.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...